Resenha: Os Filhos da Tempestade

Autor: Rodrigo de Oliveira
Editora: Planeta
Ano: 2017
Páginas: 336

*Obra cedida pela editora no formato de livro físico, para resenha, referente a parceria de 2017.

    Uma aventura surpreendente, em um dos lugares mais misteriosos da terra. Um grupo de jovens deixa o Rio de Janeiro com destino aos Estados Unidos. O que seria apenas uma viagem de uma Turma do conservatório de música acaba ganhando os contornos de uma tragédia: ao sobrevoar a misteriosa região do Triângulo das Bermudas, o avião é atingido por uma violenta tempestade e cai no mar. Os sobreviventes agora se veem presos numa ilha deserta, perdendo o contato com o resto do mundo. Nesse lugar paradisíaco, habitado por uma força maligna ancestral e onde se esconde um terrível segredo envolvendo uma jovem bruxa do século XVII, os garotos precisarão lutar pela própria vida, superando grandes desafios e enfrentando seus piores medos. Rodrigo de Oliveira, autor da saga As crônicas dos mortos, traz em Filhos da tempestade uma história repleta de ação, suspense e terror, de conflitos e descobertas, envolvendo um improvável triângulo amoroso que desafia a própria morte. [SKOOB]

A promessa de suspense, ação e até terror foi o que me chamou a atenção nesse livro, além, é claro, de ser um livro de fantasia.

A prova dessa fantasia se encontra já no primeiro capítulo, que conta a história da jovem bruxa Carol. Acusada de bruxaria no século XVII, na cidade de Salem, ela tenta provar a sua inocência e, por alguns instantes, engana até mesmo o leitor. Com o passado nebuloso da caça às bruxas — em que muitas pessoas inocentes foram mortas —, o conselho da cidade decidiu que Carol deveria ser julgada por quem entendesse disso: O Vaticano. E é assim que a história chegará para o dia atual.

Carol é colocada como prisioneira em um navio que ia para a Europa, mas ela consegue enfeitiçar e conquistar um jovem marinheiro. Ele é, em seus piores planos, sua chance de escapar, mesmo em alto mar, da morte. Arriscando a vida de todos, ela faz um pacto que não dá certo para si, mas que acaba resultando em um lugar amaldiçoado... Amaldiçoado pelo próprio diabo.

“John, totalmente envolvido com aquela mulher que o enlouquecia, por um instante olhou em volta da cela. Percebeu algo que teria despertado os temores de qualquer um, mas estava enfeitiçado demais para se importar.” pág. 35

A história, atualmente, tem como início um grupo de jovens que sai do Rio de Janeiro para Los Angeles. Eles vão se apresentar em um concerto de música. Apenas alunos e professores irão nessa viagem e, pela grande maioria serem muito jovens, estão todos muito empolgados com a viagem e a oportunidade.

Porém, tudo começa a dar errado quando eles chegam à costa do Caribe. Uma grande tempestade começa a se formar. No início, o piloto do avião apenas pensa em contorná-la, como o recomendado nesses casos, mas quanto mais tenta, maior a tempestade parece. Não há outra alternativa a não ser enfrentar a tempestade, mas essa é a saída que leva muitos ao fim e o avião, à queda. O desespero toma conta de todos, inclusive de nós enquanto lemos, pois é fácil nos imaginarmos lá.

Mas é quando o avião cai que a história realmente começa para esses jovens. Após se verem perdidos no meio do oceano, vão parar em uma ilha, aparentemente deserta. Quanto mais exploram aquele local paradisíaco, mais as coisas se mostram estranhas.

“Mais de quarenta pessoas morreram de imediato. Essas foram as mais afortunadas.” — pág. 59

Lá eles conhecem o único habitante da ilha, Juan, um argentino com muita história para contar sobre o local. Histórias essas que podem ser assustadoras e preocupantes. Enquanto descobrimos os mistérios do local junto com os jovens, começamos a imaginar o que irá acontecer com cada um deles e é impossível não ficar apreensivo e sentir o coração acelerar em determinadas partes, tão bem conseguimos imaginar essas cenas.

O tempo passa para os habitantes da ilha e cada vez mais podemos perceber que o local, cheio de maravilhas e oportunidades também é um lugar muito perigoso. A sedução que acontece não atinge a todos, mas, aparentemente, não há como resistir muito tempo, muito menos como escapar.

A cada capítulo do livro ficamos mais com o coração na mão, a cada surpresa e descoberta nova, nos perguntamos onde isso irá parar e ficamos em dúvidas se, em algum momento, existirá um final feliz para nossos personagens preferidos. Mas uma coisa é certa: sentimos necessidade de entender o mistério da ilha.

“Mas não havia milagres naquela ilha. Aquele pedaço de terra paradisíaco tinha outro senhor, e Deus não tinha lugar naquelas paragens.” — pág. 119

Quando nos é prometido mistério e suspense em meio a aventura, isso não é exagerado. Podemos sentir o que os personagens sentem com a narração, ficar horrorizados com algumas coisas que acontecem e a narrativa nos prende tanto que é impossível largar o livro antes do seu fim.

Vemos crianças crescendo muito rapidamente, enfrentando coisas que nunca imaginaríamos e com explicações tão justificáveis que a fantasia se mistura com nossa realidade e nos deixa ainda mais maravilhados com a criação.

E o final, empolgante e surpreendente, nos deixa com gosto de quero mais. E será que vai ter? Eu espero que sim, pois foi realmente muito boa a criação, assim como a forma como tudo foi articulado e respondido. Nada ficou em aberto, exceto o final, com um gancho para uma continuação.


Para quem, como eu, ama uma fantasia misturada com mistério, suspense e aventura, que gosta de sentir o coração acelerando e se sentir um dos personagens, esse é um livro que, sem dúvidas, irá lhe conquistar.

Classificação

Gênero
Fantasia
Romance
Aventura
Ficção
Mistério
Suspense



21 comentários:

  1. Olá, tudo bem? Vendo apenas a capa o livro não chamou muito a atenção, pois não "faz muito o meu tipo", porém, lendo tua resenha, fiquei muito curiosa para ler a obra. Adorei a dica!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  2. Oi tudo bem?
    Acredito que o que lhe chamou a atenção não me chamou tanto a minha que são os gêneros que eu não leio muito fora que essa capa não está das melhores! Mas é aquele ditado né? Nunca diga não a um livro afinal ele pode te surpreender.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oii Fernanda tudo bem?
    Infelizmente dessa vez a obra não despertou meu interesse querida, mas gostei muito de saber a sua opinião, deve ter sido uma leitura envolvente e tanto, adorei a capa!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Oi tudo bem? Adorei a sua resenha. A premissa me chamou muito atenção, porque eu adoro livros assim com fantasia, mistério e etc. Simplesmente adoro! Obrigada pela dica Bjs

    ResponderExcluir
  5. NOssa, eu já queria ler esse livro e agora eu estou ainda mais curiosa. Eu adorei a tua resenha e tenho certeza que vai ser uma leitura que vai me prender desde o começo até o final.

    ResponderExcluir
  6. Eu tenho um livro do autor e não sei porque cargas d'água eu abandonei a leitura.
    Este livro eu não conhecia, mas me parece seguir a temática do que eu tenho aqui, espero poder retomar a leitura e acrescento essa dica a meus desejos.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá. Gosto de Fantasia, mas essa não chamou muito minha atenção no momento, não compraria. Já li coisas do Rodrigo de Oliveira, apesar de bastante fluído, não sou o público alvo.

    ResponderExcluir
  8. Olá, estava curiosíssima para ler uma resenha desse livro. Parece ser uma leitura eletrizante, achei super interessante essa coisa de eles ficarem perdidos numa ilha que tem um habitante um tanto quanto curioso.

    ResponderExcluir
  9. Oiii Fernanda

    Achei a premissa bem interessante, instigante, por mesclar o passado de Salem com os dias atuais. Gostei também pois parece ter muitoo suspense (algo que adoro), essa boa dose de fantasia (que tb é perfeito) e esse final que te deixou querendo mais fecha com chave de ouro hein... Fica a dica anotada.

    Beijos

    aliceandthebooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Primeiro que essa capa achei super linda e a premissa mesmo lendo pouco fantasia me instigaram pra querer embarcar na trama.
    Certamente vai pra lista de próximas leituras.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas quis ler a partir do seu primeiro parágrafo, uma fantasia com tudo isso junto só pode ser um livro incrível. Queria entender o que acontece nessa trama e como tudo de se desenrola. Dica anotada!
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas achei a sinopse bastante original e, pelo que você falou, parece ser uma leitura bastante instigante.
    No entanto,confesso que não fiquei muito interessada em ler. Algo no enredo não me atraiu muito, especialmente essa questão de eles irem parar em uma ilha cheia de mistérios (acho que me lembrou um pouco a série Lost haha). Apesar de gostar de fantasia, essa parece não ser muito meu estilo.
    De qualquer forma, gostei da sua resenha e fico feliz que você tenha gostado da leitura. Espero que, se houver mesmo uma continuação, seja ainda melhor.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Ola,
    Meu marido está com esse livro na lista dele há algum tempo e agora entendi um pouco mais porque, ele adora histórias cheias de fantasia,rs. Quem sabe role um presente para ele de natal, vamos ver...
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. A parte que foca no passado com a bruxa me deixou interessada. Já a parte dos jovens perdidos na ilha não me empolgou. Mas vou anotar a dica, quem sabe no futuro eu não tenha oportunidade de conferir essa história.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oii! Nossa, que história interessante! Eu não conhecia essa obra, parece conter um enredo cheio de mistérios e reviravoltas, estou curiosa para saber o que irá acontecer nessa ilha. Adorei a sua resenha, obrigada pela dica. Bjss!

    ResponderExcluir
  16. já li outro livro do autor, até gostei mas confesso que tomei abuso do mesmo depois de uns lances aê... enfim... a trama parece envolvente, mas não é minha vibe...
    bjs...

    ResponderExcluir
  17. Olá!

    Já vi várias resenhas desse livro, mas não consegui me sentir atraída a ele. Mas pra quem gosta do gênero a dica é ótima!

    ResponderExcluir
  18. Uau, não tinha ideia de que este livro poderia ser tão interessante e envolvente.
    Pela sua resenha pude notar que ele possui características que chamam minha atenção, amo suspense e fantasia, se estão juntos aí eu não largo mais hehehe

    ResponderExcluir
  19. Olá,
    Tirando a parte da bruxa no início, eu curti todos os outros elementos que tem nesse livro. Anotei a dica!

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  20. A história parece bem interessante, uma bruxa, navios... Isso chama bastante minha atenção e a capa é bem bonita.
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  21. Olá,

    Se só a premissa do livro já dá uma instigada, fico imaginado a obra completa. Adoro livros que misturam elementos sobrenaturais e aventuras, faz muito tempo que não leio algo assim, então estou bem empolgada para conhecer essa história.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir