Resenha: O Encantador de Livros


Autor: Lucas de Sousa
Editora: Ler Editorial
Ano: 2016
Páginas: 148

*Obra cedida pela editora no formato de livro físico, para resenha referente a parceria de 2017.
    Aventure-se na Cidade dos Livros ― um lugar mágico, onde a leitura é mais que uma paixão, os moradores são leitores insaciáveis e as árvores são recheadas de frutos e livros. Conheça o Encantador de Livros, um contador de histórias capaz de fazer os livros voarem, e Benjamim, um menino analfabeto que, juntamente com seus amigos, terá que salvar a cidade de uma terrível ameaça.

    Um romance infanto juvenil que desperta a consciência para a importância da leitura e as ações transformadoras que ela pode gerar.

    Obra indicada ao Prêmio Oceanos 2017   [SKOOB]

    Nessa obra infanto juvenil somos transportadas para uma cidade mágica, um local onde qualquer leitor adoraria morar, a Cidade dos Livros. Um lugar fantástico, onde todos amam ler e os livros são a grande riqueza da população, mas como toda a cidade, a política esconde segredos sombrios.

    Na Cidade dos Livros temos moradores ilustres que nutrem uma paixão pelos livros, entre eles conhecemos Benjamim, um jovem amante e colecionador de livros. Ele e seus amigos adoram as histórias contidas nas páginas dos livros e embora tenha um grande volume de obras em sua coleção, um fato curioso que Benjamim esconde de todos é que ele mesmo nunca aprendera a ler. 

    Também conhecemos um visitante ilustre da cidade, o verdadeiro herói que todos os moradores veneram, o Encantador de Livros, que está prestes a das as caras para mais uma incrível visita, tão esperada por Benjamim e seus amigos.
    Os habitantes da cidade estão eufóricos com a notícia da visita do Encantador de Livros, mas antes do evento tão esperado vem a público que o prefeito quer extinguir todos os livros de fantasia da cidade.

    Com a notícia fatídica, Benjamin e seus amigos embarcam em uma aventura na intenção de descobrir os segredos do prefeito e a possível participação do herói da cidade na trama maligna da política local.


    O enredo é bom e apresenta vários mistérios capazes de instigar o leitor. A leitura é rápida, mas achei que faltou profundidade, tanto na ambientação quanto na abordagem da trama, mas principalmente na caracterização dos personagens. Confesso que fiquei decepcionada com isso, pois gosto muito quando os personagens são bem construídos e fazem com que nos encantemos logo de cara. 
    
    O livro começa bem, mas não sei porquê, nos momentos de clímax as informações são  praticamente jogadas, deixando as coisas um pouco confusas. Acredito que algumas páginas a mais poderiam reverter a situação, mesmo que deixasse a história um pouco mais longa, isso nada prejudicaria a leitura, e faria com que o enredo fosse desenvolvido de forma mais clara em algumas situações. 

    Mesmo com algumas falhas o livro é bem interessante para o público certo e passa uma mensagem importante sobre a importância da leitura na vida das pessoas. Sem contar em algumas críticas sociais, que não sei se foram diretamente intencionadas, ou simplesmente colocadas para complementar o enredo, como a falta de caráter dos políticos e a forma como os adultos tratam as crianças. 

    Tenho que confessar que livro não foi tão empolgante para mim, pois descobri facilmente os mistérios envolvidos no enredo, acredito que isso tem a ver sua superficialidade e a falta de caracterização dos personagens descritos, algumas situações eram muito obvias e não deixavam margens para possíveis questionamentos.


    A edição está linda, assim como a capa...parabéns a editora que sempre faz um trabalho impecável quanto a diagramação. Dentre muitos trabalhos de edição que encontro, acho que o da Ler Editorial é um dos melhores, pois adoro a montagem, tamanho e escolha da fonte e coloração das páginas...nunca me decepcionam.
    Notei pequenos erros quanto a gramática, mas nada que prejudique a qualidade da leitura, acredito que uma nova revisão acabaria com esse problema.


    Uma leitura rápida e descontraída, recomendo para os jovens leitores com idade de 9 a 14 anos.

Classificação


Gênero
Fantasia
Ficção
Infanto juvenil
Literatura Brasileira

7 comentários:

  1. Livros que envolvem mistérios sempre são bem atraentes pra mim, pois amo tramas assim. Fico bem feliz que tenha uma temática envolvendo livros porque isso é outro ponto que me chama muita atenção.
    É uma pena que você tenha solucionado os mistérios antes, mas talvez funcione pra alguém com menos idade e tudo mais, visto que é um público mais diferente. Mesmo com alguns furos na história, fiquei bem interessada pra conhecer.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oi Raquel.

    Que pena que o livro não foi tão empolgante para vocês, pois a capa dele é muito bonita. Se eu tivesse oportunidade eu leria, mesmo não seno o publico alvo para o livro. Parabéns pela resenha.

    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Que bom que, apesar das falhas existentes, o livro não deixa de ser interessante. Acho a capa dele lindo, e acho a premissa legal. Tenho vontade d lê-lo um dia. :)

    ResponderExcluir
  4. ah, pra faixa etária que o livro se propõe, acredito que seja uma leitura bacana... gosto de leituras juvenis, sempre indico pra alunos e leio pro meu sobrinho tb ^^
    bjs...

    ResponderExcluir
  5. Essa capa é tão fofinha *-*
    Que pena que o livro teve essa coisa de ficar um tanto superficial demais, é uma pena quando isso acontece, mais ainda quando fica a sensação de que apenas algumas páginas a mais poderiam ter resolvido o problema... Mesmo assim, que bom que apesar disso ele não deixou de ser interessante e ainda foi uma boa leitura :)
    Beijinhos,
    Lica

    ResponderExcluir
  6. Oi Raquel.
    Concordo que a Cidade dos livros é um lugar que todo leitor gostaria de morar.
    Acho que mistério é uma boa forma de prende o leitor, mas é uma pena que não tenha tanto aprofundamento. Isso é algo que me decepciona também.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Fiquei com vontade de ler essa história, mesmo não sendo tão bem desenvolvida, talvez os mistérios não tenham sido tão difíceis por serem para crianças e tal. Gostei da história e da crítica social, hoje em dia as crianças não possuem muito contato com livros e os governantes não estão nem aí para a educação! Adorei conhecer esse livro!

    beijos!
    https://blogdatahis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir