Resenha: No Domínio do Mal


Autor: L. Matheus
Editora: Pendragon 
Ano: 2016
Páginas: 178

*Obra cedida pela editora no formato de livro físico, para resenha referente a parceria de 2017.

    Seis jovens dão o azar de passarem a noite trancados na escola em que estudam. Tudo se complica quando dois deles decidem fazer um ritual satânico de um livro sinistro e a situação foge do controle. Logo, todos eles precisam descobrir uma forma de permanecerem vivos até o amanhecer, mas... Como fazer isso se a escola que era para ser um lugar seguro e aconchegante, se torna um cenário violento, assustador, perigoso e sangrento? [SKOOB]

    O terror é um gênero que vem se destacando nos últimos anos, muito popular nas telas de cinema, vem ganhando cada vez mais espaço na literatura brasileira, seja em obras que reúnem diversos contos, séries ou até mesmo histórias únicas, nossos autores nos mostram um lado sombrio e perturbador, capaz de causar arrepios nos leitores mais céticos, e é esse tipo de ambiente mórbido que encontramos na obra 'No Domínio do Mal'.

    O enredo da trama gira em torno de seis alunos do ensino médio, jovens com personalidades distintas que têm seus caminhos cruzados após ficarem trancados na escola após o término das aulas. 
    Karol, a garota mais desejada e sexy do colégio, que namora Jhonny, um dos rapazes mais ricos e populares da escola (típico casal clichê de filme de terror, ou qualquer historinha adolescente). Os dois ficaram se "amassando" no banheiro feminino e acabam perdendo o horário da saída.
    Rodrigo, jovem rebelde, que após a morte da mãe se mudou do México para o Brasil, obrigado a morar com o pai que abandonou a família para viver com outro homem. Para ele não está sendo nada fácil, entre odiar o pai, seu companheiro e a escola ele passa os dias trancado em qualquer sala com seu maço de cigarros. E é assim que o mesmo fica preso nas dependências do colégio após as 18 horas.
    Maria Lucia é a nerd da turma, ela estuda incansavelmente para passar em uma faculdade de medicina, mas embora esse seja o ramo da família, a jovem só queria mesmo era viajar pelo mundo como uma musa do rock. Ela não pode seguir seus desejos e muito menos seu coração, não há tempo para namoro e garotos, mesmo assim ela esconde uma paixão pelo colega de sala Caio, e é por causa do rapaz, o qual ela encontra após sair da biblioteca que sua vida viria tomar um rumo completamente diferente do planejado.
    Caio, um garoto tímido e sem muitos amigos, mas que junto com Anderson, o gótico esquisito da escola, embarca em um caminho sem volta. Ambos, envolvidos com artes ocultas resolvem invocar um demônio testando os conhecimentos de bruxaria aprendida ao longo dos anos.

    Mas o que parecia ser apenas uma brincadeira para um e um simples ritual para o outro, acaba por se tornar uma catástrofe, um verdadeiro banho de sangue com o despertar de um demônio sanguinário que não descansará até matar todos a sua volta. E é assim que tem início à corrida pela sobrevivência, o que promete ser a noite mais assustadora da vida de cada um dos seis jovens.




    Com um enredo diferente da maioria dos livros do gênero, o autor apostou alto em cenas  repletas de violência e sangue jorrando pra todo lado, me senti em um filme do Tarantino, kkkkk.

    Quanto aos personagens, alguns você adora, outros odeia logo de cara, é praticamente impossível ficar apático à situação. Gostei da caracterização de alguns, principalmente Rodrigo, é visível sua evolução durante o desenrolar da trama. Outros achei que faltou algo



    A leitura é rápida e até que divertida em alguns momentos, mesmo com toda a tensão e o sangue derramado. Cada capítulo aborda um personagem, o que faz com que a obra torne-se ainda mais interessante, pois assim o leitor é capaz de saber o que se passa com cada personagem e entender seus sentimentos e ações.


    A diagramação é ótima e contribui bastante com a dinâmica da leitura. A capa remete fielmente ao enredo e o leitor pode se preparar para o que vai encontrar a cada novo capítulo. Na edição foram encontrados pequenos erros, nada muito grave, acredito ter sido mais uma questão de digitação do que concordância, mas nada que atrapalhe a leitura.



    Recomendo a obra para aqueles que gostam do gênero, e se você é sensível, vá com calma, esse pode não ser o livro ideal para aqueles que querem se aventurar pela primeira vez.



    

Classificação

Gênero
Literatura Brasileira
Suspense
Mistério
Terror

6 comentários:

  1. Eu não estou acostumada a ler livros com a temática terror. Mas eu curto bastante a atmosfera de suspense e mistério que alguns filmes de terror conseguem passar. Isso faz toda a diferença para mim nesse tipo de história!

    ResponderExcluir
  2. Olá, bem interessante, e como você disse, esse gênero cresceu muito nos últimos anos, assim como o gênero suspense/policial.

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Eu sou a doida do terror, amo o gênero e todos os subgêneros dele, esse aqui parece ter uma pegada mais adolescente, me lembrou até um filme japonês que vi agora em outubro. Gostei bastante da resenha e fiquei bem curiosa com o livro.

    ResponderExcluir
  4. Oi Raquel!!
    Adorei sua resenha. Eu sou uma leitora tipicamente dos romances, mas tem uns dois meses que abri as portas para o suspense/ terror. Apesar do medo, estou curtindo bastante esse gênero. Anotei a sua dica.
    Bjs
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  5. Nossa, parece um livro bem tenso, do jeito que eu gosto :) Já vi outras análises da editora Pedragon, sempre com muito elogios. Acho q essa obra cairia muito bem no Halloween que passou.

    ResponderExcluir
  6. Uau é semçre bem vindo novos livros com esta temática pq da pra imaginar como seria em um filme e nada mais gratificante que a imaginação

    ResponderExcluir