Resenha: Armadilha



Autora: Melanie Raabe
Editora: Jangada
Ano: 2016
Páginas: 304

* Obra cedida pela editora no formato de livro físico, para resenha, referente a parceria de 2016.

Sinopse
    Linda, uma escritora best-seller, vive reclusa em sua casa à beira de um lago desde o assassinato de sua irmã mais nova há doze anos. O assassino nunca foi pego, mas Linda o viu de relance, e agora ela acaba de reconhecer seu rosto na TV. Ele é Victor, um brilhante jornalista. Pensando numa saída para pegá-lo, ela escreve um best-seller baseado no assassinato da irmã e concorda em conceder uma única entrevista à imprensa, em sua casa, para Victor. A partir daí tem início um embate perturbador. Cheio de reviravoltas, tensão e terror psicológico. [SKOOB]

    Nesta obra conhecemos bem a fundo a vida de Linda Conrads, uma escritora muito famosa no ramo da literatura romântica. Linda poderia ter uma vida glamourosa, repleta de festas e bajulações, mas optou por viver afastada de todos, desde sua família até amigos, após perder sua irmã mais nova em uma tragédia a qual foi testemunha ocular.
    Ela vive amargurada, tendo lapsos de memória e pesadelos com a fatídica noite em que encontrou a irmã morta em seu apartamento e de relance pensou ter visto o assassino minutos antes de sua fuga. Tais lembranças jogaram a escritora em uma fundo poço de depressão do qual ela não conseguiu sair. Mas após pouco mais de uma década, Linda se depara com ninguém menos que o assassino da irmã no telejornal, ele é Victor Lenzen um famoso jornalista adorado na mídia por suas incríveis matérias ao redor do mundo.
     Linda fica sem chão com a descoberta, pois passou anos a procura do rosto desconhecido do assassino e lá estava ele diante dela pela tela da tv. 

    E é a partir desse momento que a protagonista inicia seu plano mirabolante para vingar a morte da irmã e fazer com que seu assassino pague pelo crime que cometera.
    Mesmo com as críticas e contrariando totalmente seu editor, Linda resolve mudar totalmente seu gênero de escrita, de romances açucarados ela passa a escrever uma história de suspense policial baseada no crime cometido contra sua irmã. Ela quer montar uma armadilha e confrontar Victor em um território conhecido, sua casa.
    Linda que há muito tempo não concede nenhum tipo de entrevista, acaba causando um tremendo alvoroço com sua repentina mudança de atitude. Todos imaginam que a escritora não sai de casa devido sua saúde debilitada e surpreende seus  litores tanto pela mudança de gênero literário quanto pela nova atitude adotada.

    Linda planeja nos mínimos detalhes como será seu encontro com Lenzen, basta saber se ela terá pulso firme para levar seu plano a diante.

 

    Esse livro despertou meu interesse logo de cara, assim que li a sinopse fiquei doida pela leitura, pois gosto muito do gênero e não tinha lido muita coisa fora do universo da grande Agatha Christie. Confesso que fui com muita sede ao pote e acabei me decepcionando com algumas coisas.
    Logo no início da leitura, achei a narrativa bem cansativa, não sei, mas o estilo um pouco mais frio me deixou desconfortável, assim como a falta de diálogo na obra. Em grande parte da obra nos é revelado os pensamentos e anseios da protagonista, uma vez que ela não tem muito contato com outras pessoas, não conseguimos ter uma visão mais abrangente das situações propostas pois é relatado apenas o que se passa na cabeça de Linda.

    Outra coisa que me incomodou um pouco e me confundiu bastante foi a forma como a autora intercalou os momentos vividos por Linda e os capítulos do livro o qual ela escrevera sobre o assassinato da irmã. O excesso de informação e a mudança de nomes que relacionavam as pessoas reais das fictícias me deixaram um pouco perdida e cansada.

    Mesmo tendo um início lento e monótono a autora conseguiu criar momentos muito bons de tensão e suspense, endo como minha parte preferida a tão esperada entrevista entre Linda e Victor. A mente da protagonista é tão confusa que você não sabe até que ponto ela acredita mesmo que Lenzen é realmente o homem o qual ela vira a doze anos atrás.
    Acredito que o ponto forte do livro seja realmente essa confusão gerada na cabeça de Linda, seu remorso por não conseguir ter salvado a irmã e seu relacionamento conturbado, ora amigável ora invejoso, com a mesma quando ela estava viva. A autora arma uma trama bem amarrada quando o quesito é confundir o leitor, isso é uma das coisas que mais gosto dentro do gênero e nesse ponto o livro se mostra bem interessante.

    As coisas vão caminhando positivamente, mas da metade para o final a obra vai perdendo novamente sua essência e tornando-se um tanto quanto repetitiva.


    Quanto a diagramação, a editora fez um trabalho muito bom. Gostei bastante da capa e da coloração das páginas, mas mudaria um pouco o tamanho da fonte para deixar a leitura mais agradável. O livro é bem escrito, mesmo com uma narrativa mais arrastada ele consegue prender o leitor com um enredo repleto de suspense e drama psicológico, também não me lembro de ter encontrado nenhum erro de gramática no decorrer da leitura.


    Por fim, acredito que os amantes do gênero certamente irão curtir essa leitura. Mesmo que não flua de maneira contínua vale a pena ser realizada, principalmente se você quer por a 'caixola' para funcionar e tentar descobrir por si próprio o verdadeiro poder da mente, o quanto ela pode nos enganar e até que ponto acreditamos naquilo que nossa imaginação pode criar distinguindo o real a ilusão. 

"Muitas vezes, a vida é muito menos espetacular do que a imaginação." 

Classificação
 

Gênero
Ficção
Romance
Suspense
Mistério

15 comentários:

  1. Oie, não conhecia o livro e adorei saber que os momentos de tensão compensam os mais leves. Fico sempre irritada se o livro não desenvolve. Obrigada pela dica e já anotei.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Olá, nossa juro que de primeira o livro não havia despertado o meu interesse, mas com essa resenha bem leve e direta, com toda a certeza vai para a minha lista.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  3. Que suspense!!!
    Já está anotado na minha listinha de próximas leituras.
    Aonde consigo adquirir?

    ResponderExcluir
  4. Oiii Quel, tudo bem?
    Menina eu fiquei encantada com seu livrinho, quero ler com toda certeza, além do mais diante desses suspenses.
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  5. Gosto imensamente de suspense policial, e amo quebrar a caixola tentando descobrir quem é o assassino e tal. Talvez a autora pudesse ter ajeitado melhor a diferenciação entre narrativa principal e a do livro dentro do livro para que o leitor não ficasse tão perdido, assim daria para aproveitar melhor a leitura. Só conferindo pra eu ter certeza. ;)

    ResponderExcluir
  6. Oi Quel, sua linda, tudo bem?
    Eu também achei o início mais lento, mas acredito que foi importante em um primeiro momento entrarmos na mente da personagem para sabermos em que estado emocional ela se encontrava. Pois o mistério da trama é justamente sabermos se podemos confiar nela ou não. Eu sou suspeita para falar, pois adorei esse livro!!!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Mesmo não sendo um gênero que estou habituada a ler, desde o lançamento da obra fiquei muito curiosa para saber como será essa armadilha que Linda planeja ao assassino de sua irmã e se esse plano irá dar certo.
    Adorei saber que o livro é uma boa leitura mesmo sendo um pouco arrastada no início e que apresenta um bom suspense.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Quel, fiquei amei a premissa do livro e fiquei pensando se suas críticas seriam ao fato de não ter lido tantos autores diferentes do gênero, que é meu preferido. Fiquei com um pé atrás, mas ainda curiosa para ler esse livro. Adorei a dica!!! Bjs

    ResponderExcluir
  9. Oi, Quel ^^
    Fico decepcionado em saber que o enredo se arrasta ao invés de a cada capítulo melhorar e trazer angústia de ansiedade para os nossos corações. :(
    Isso da visão estar em primeira pessoa e não termos um panorama geral das situações que ocorrem ao redor dos personagens secundários me é extremamente frustrante e desanimador, os autores precisam construir melhor essas visões para não passar a visão de que foi mal escrito, de que é incompleto e enfadonho tudo que foi criado. Não gosto de personagens sendo o centro de atenção onde só é descrito o que lhe está na frente porque todo o seu cenário se perde, claro que fica um tremendo suspense mas a construção dos outros personagens ficam inexistentes e eu amo demais personagens secundários!!!
    Linda, ao que me parece, sofreu um baite trauma ao ponto de tomar atitudes que eu não apoio. Acredito que a partir do momento que você quer fazer a justiça com as próprias mãos e pagar olho por olho você perde a razão e se torna um monstro como o assassino em questão é. Mas só de imaginar o cenário que Linda criou para atrair o Victor me choque e me desperta a curiosidade para saber o que de fato ela irá fazer com ele.
    A capa eu não curti muito não, mas transmite uma sensação de solidão que eu adoro! kkkk
    Parabéns pela resenha, e muito obrigado pela sua opinião sincera em expor como de fato a obra é para você, Quel. ^^
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Ola! Eu não i muito livros assim. Mas que pena que o livro te decepcionou. Mesmo assim eu fiquei curiosa para ler, será que vale a pena?

    ResponderExcluir
  11. A premissa desse livro é muito interessante, mas fiquei triste por saber que ele é meio arrastado. Vou pensar duas vezes antes de ler! Adorei sua resenha! (:

    ResponderExcluir
  12. i! Nossa fiquei super interessada com a sinopse, pena que você disse que a obra descamba pro final. Infelizmente ideia é muito boa mas o livro não funciona. bjos

    ResponderExcluir
  13. Oi Raquel!
    Você foi heroína em não abandonar o livro, narrativa fria e com poucos diálogos eu tenho passado longe! Mas que bem que você persistiu e acabou descobrindo um boa história.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  14. Raquel, o estilo do livro não é bem o que me chama atenção, mas confesso que a premissa é interessante e chama atenção.
    Mesmo não sendo fã eu daria uma chance.

    ResponderExcluir
  15. Oi Quel, acho que vou aceitar este "desafio". Não conhecia o livro, e apesar dos alertas, acho que o enredo vale a leitura sim.
    Bjs

    ResponderExcluir