Resenha: Antes, Agora e Sempre

Série Heartbeat #2
Autora: Teodora Kostova
Ano: 2017
Páginas: 320
Editora: Charme

*Obra cedida pela editora no formato de livro físico, para resenha, referente a parceria de 2017.

ANTESGia deixou Beppe entrar em sua vida muito facilmente, como se fosse a coisa mais natural do mundo. Ela ficou ao lado dele quando ele foi tão ferido que pensou que poderia morrer; ela o acalmou quando ele estava tão zangado que pensou em fazer algo de que se arrependeria pelo resto de sua vida.Gia salvou a vida dele.Pelo menos uma vez ele precisava ser forte por ela.Este momento agora era deles. Pertencia a eles, não a pais abusivos ou mortos, não à culpa, ao pesar ou à tristeza, não ao passado ou ao futuro.Mas será que o amor deles sobreviverá quando a tragédia os separar?“Eu tenho que ir, Gia. Estou cansado e... Eu me sinto vazio. Sei que você precisa de mim, mas eu não tenho mais nada para dar agora. Eu preciso me curar.”“Eu sinto tanto a sua falta que dói para respirar.” AGORABeppe ainda era o amigo mais próximo de Gia, mas eles nunca seriam nada mais do que isso de novo. Lembrar-se de como era ter a pessoa que você mais amava no mundo arrancada de você ainda doía. Gia estava determinada a nunca mais ser colocada nesta posição novamente.Nunca houve falta de amor, mas seria Beppe capaz de ganhar a con fiança de Gia novamente? SEMPRE“Quando eu estava quebrado, você me deu pedaços de si mesma e me deixou inteiro novamente.”Antes, Agora e Sempre é o segundo livro da série Heartbeat. Tem a participação de personagens do primeiro livro da série, “Num piscar de olhos”, mas pode ser lido separadamente. É a história completa de Beppe e Gia – com um final.Um romance contemporâneo jovem adulto, recomendado para leitores com mais de 17 anos, devido à linguagem, atos sexuais e caras italianos incrivelmente gostosos. [SKOOB]


Quando eu soube que este livro é um segundo livro de uma série, ainda mais sendo que amei extremamente o primeiro, não é segredo que eu pirei, não é mesmo? Fiquei ansiosa para adquiri-lo, pois se a história de Max e Stella me deixou nas nuvens, eu, que já estava curiosa a respeito da história de Gia e Beppe, tinha certeza que seria arrebatadora!


A primeira coisa é que esse é um daqueles livros de série que não precisa ter lido o anterior para entender a história. Os personagens aparecem em ambas, porém, as coisas fundamentais para a compreensão são brevemente explicadas e, no máximo, irá causar curiosidade em quem não leu o outro.

A segunda coisa que todos precisam saber sobre esse livro é que ele mostra uma realidade muito intensa. Não dá pra negar que alguns elementos que o compõem são difíceis de imaginar, mas seus fatos principais são tão reais que se torna completamente impossível não amar esse livro. Assim como o relacionamento de Gia e Beppe.

“Ele queria fazer com que toda a tensão, dor, tristeza e luto a deixassem e tudo o que restasse fosse o amor que fluía entre eles em um vínculo inquebrável para sempre.” (pág. 23)

Eles se conhecem ainda crianças, se tornam amigos daquela forma especial que só as crianças conseguem: no mesmo instante e de lá pra cá, esse amizade apenas se torna mais intensa e verdadeira. Beppe sofre dentro do seu lar e encontra em Gia, sua melhor amiga, o conforto e a segurança que nunca teve. Eventualmente, ele cria uma bela amizade com o irmão mais novo da moça, Max, mas é claro que não é tão forte quanto com Gia, que o conhece melhor do que ninguém.

Mas Gia também vê em Beppe o seu melhor amigo, o seu consolo e, mais pra frente, seu porto seguro. Quando seu pai falece, é Beppe quem consegue fazê-la expressar o que sente e é ele quem vai estar lá por ela. São essas coisas que os aproximam, que os tornam tão amigos e fazem com que se conheçam melhor do que ninguém. E é isso que faz com que o romance aconteça de forma tão natural e bonita.

Mas isso é o antes, é o que fez Beppe se aproximar e se apaixonar por Gia. O que define o relacionamento de sempre será o agora e ele não é muito agradável. Beppe fica órfão de uma forma muito traumática. Essa parte da vida do Beppe me causou uma tristeza muito grande e é uma das partes que comentei sobre ser algo tão real que faz com que nos identifiquemos tanto com a história. Assim, o único parente vivo do rapaz, seu avó, reclama sua tutela e eles vão embora. Gia, é claro, fica arrasada, mas não desiste dele. Pelo menos, não até Beppe fazer uma escolha que mudará toda a relação futura deles.

“Ele nunca tinha pegado uma mala e ido embora. Gia precisava dessa segurança mais do que precisava de um amor de fazer a terra tremer.” (pág. 130)

Devido a essas escolhas, a relação dos dois vive em altos e baixos, com um querendo mostrar os seus sentimentos e o outro negando-se a aceitar o que sente, com medo de ser magoado. Acredite, por mais que pareça clichê, nessa parte você pode ser surpreendido, porque em momento algum a amizade dos dois acaba.

Não nego que adorei esse tipo de amizade Gia e Beppe, que resiste ao tempo, à distancia, as dificuldades e, até mesmo, aos próprios sentimentos. Há momentos em que dá certa raiva, porque é óbvio para todo mundo que eles se amam, mas o medo (outra coisa bem real, não?) impede que eles fiquem juntos.

A construção do relacionamento das personagens é feita de uma forma brilhante, com altos, baixos e uma amizade impossível de duvidar ser real. Consequentemente, quando a amizade vira amor, fica impossível duvidar também. Nos vemos torcendo para que tudo dê certo.

“As pessoas entram em nossas vidas por uma razão e no momento exato em que precisamos delas.” (pág. 68)

E você achou que eu não ia falar do “sempre”? Acreditem, até mesmo lá estamos na torcida, esperando que tudo se encaixe para os dois, para que o final de todo o caminho que eles percorrem seja feliz, mesmo com a vida real querendo “atrapalhar”.

Gostei muito de como a autora mostrou os acontecimentos, como ela não apressou nada, mesmo quando havia passagem de tempo e como conseguiu encaixar alguns personagens do livro anterior de forma tão gostosa, para que pudéssemos matar um pouco da saudade.

A diagramação da editora charme está impecável como sempre. Sem dúvidas, o cuidado que a editora tem em nos entregar um livro com pequenos e lindos detalhes é notado e apreciado. Além do mais, não encontrei erros.

Um livro muito recomendado para os amantes de um bom romance, ainda mais se gostarem de um que se origina na amizade verdadeira. 

“Somos só nós agora. Sempre fomos só nós. Você e eu, ok?” (pág. 21)


Classificação



Gênero 
Literatura Internacional
Jovem Adulto
Romance
Ficção
Drama


18 comentários:

  1. Olá, tudo bem? Não conhecia esta obra ainda, mas parece ser uma história muito boa, fiquei curiosa, principalmente pelo fato de a autora não apressar as coisas, como você disse.

    Beijos,
    http://duaslivreiras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?
    Nunca tinha escutado falar desse história, mas ela parece ser muito legal. Não sou acostumada a ler esse tipo de livro, mas quem sabe um dia eu dou uma chance para a leitura.

    Beijinhos,
    https://livroseimaginacoes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Amei forte a premissa desse livro e que resenha maravilhosa que deu uma grande vontade de correr e ler esse livro para já. Quero muito ler esse livro e conhecer a historia desses amigos e suas vidas.

    Bjus**
    http://imagine-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Que lindo. Eu não conhecia o livro e não sabia que era uma série. Gia e Beppe me deixaram curiosa para conhecer a relação entre eles <3

    ResponderExcluir
  5. Oi meu bem, tudo certo?
    Adorei seu blog, parabéns pelo trabalho!
    Vou acompanhar.
    Beijos, sucesso. :*
    www.freakandcreepy.com

    ResponderExcluir
  6. Fernanda, fiquei bem interessada em ler esse livro, gosto de livros que nos tiram o ar e nos fazem pensar em várias coisas, lindo seu trabalho e pretendo ler com toda certeza.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. A primeira coisa que se destaque pra mim é o fato de ser um série em que os livros não dependem um do outro, ponto positivo, depois o casal Gia e Beppe que parece ser bem palpável, convincente. Então pra mim que gosto de romance é uma dica que não posso deixar passar.
    Lindo quote da página 68. Quero ler.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Fernanda. Gostei de saber que pode ler separadamente dos outros volumes, mas a premissa não me atraiu para a leitura. Gostei de ver a sua opinião sobre ele e acredito que seja uma boa leitura para quem se interessar pela obra.

    ResponderExcluir
  9. Oieee
    Gostei muito da sua resenha sobre esse livro, acho bem legal livros que nos pedem e nos fazer pensar. Adorei os quotes que você selecionou. Esse já vai pra listinha.

    ResponderExcluir
  10. OIiii Fernanda

    Não é meu tipo d elivro, mas fico feliz em saber que as histórias estão agradando, adoro séries companion novel, que podemos ler separadas ou fora de ordem, acho bem mais tranquilo do que ler sagas comuns que a gente se vêe obrigado a seguir logo porque senão esqeuece do livro anterior.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  11. Oi fernanda!
    Nunca li nada da editora charme, mas este livro me chamou a atenção, mas antes tenho que ler o primeiro volume. Amei esses quotes.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Gosto dessas séries que tem os livros independentes, e gostei da premissa desse!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Uau, esse parece ser um romance maravilhoso! Também gosto bastante de romances onde os protagonistas já eram amigos. Vou querer ler esse com certeza.

    ResponderExcluir
  14. Olá, Fernanda! Tudo bem?

    Parabéns pela resenha, ficou sensacional, muito boa. Eu particularmente não curto muito romances, mas esse parece ser um bom livro, merece atenção.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  15. Oi, Fernanda! Resenha belíssima, a história pelo visto é muito emocionante, fiquei bastante curiosa. Ainda não conhecia a série, vou pesquisar sobre o primeiro livro.
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  16. Não conhecia o livro, e é tão bom quando vemos um romance sendo desenvolvido de forma tranquila em sua narrativa. Tem horas que há uma correria que o leitor acaba perdendo um pouco com isso.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  17. Oi Fernanda!
    Essa é uma das série que quero ainda conseguir ler esse ano. Adoro o catálogo da editora Charme e por sua resenha vou amar a história de Gia e Beppe.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  18. 'A primeira coisa é que esse é um daqueles livros de série que não precisa ter lido o anterior para entender a história' isso é uma coisa boa, não gosto da rigidez dos livros com continuação as vezes, e esse parece bacana mesmo, um romance romântico para dias de ressaca, leitura rápida.

    ResponderExcluir